22/06/2024 +5524992552748

Toque de bola - Augusto Carpazano

Livro Marketing

A convocação da Seleção Brasileira para Amistosos e Copa América

Por Augusto Carpazano 19/05/2024 às 18:10:01

Levando em conta a paralisação do Campeonato Brasileiro 24, em razão da tragédia que ocorreu no RS, e sem jogos dos times cariocas nesse fim de semana, vou falar sobre a convocação da Seleção de Dorival Jr, para amistosos contra México e EUA visando a preparação para Copa América.

Dorival estreou em dois jogos onde passou boa impressão de seu trabalho onde, no mês de março, enfrentou Inglaterra e Espanha tendo uma vitória e um empate.

Muito além do resultado ficou o indicativo de que o treinador, mesmo com seus principais jogadores desconvocados por contusões, ainda assim fez um time competitivo.

Vivemos uma época onde a palavra "craque" tem que vir com muitas aspas… temos ainda os melhores jogadores do mundo? No mundo, de fato, temos craques ou "craques"?

Nas últimas premiações de melhor jogador do mundo, pela FIFA, temos o nome de Lionel Messi, que já beira os 40 anos, ainda frequentando e vencendo o prêmio. Isso criou vários memes na internet e uma pergunta para mim: temos, no mundo, jogadores diferenciados ou craques?

A resposta já vem na pergunta, pois esses jogadores diferenciados como Phil Foden, Vinícius Jr, Haaland, M"Bappé, entre outros, conseguem fazer a diferença por terem uma estrutura tática que façam eles jogarem seu melhor. Não que isso os definam como craques, mas demonstram a importância de ter uma equipe competitiva para vencer um campeonato. Um time que, mesmo que leve um gol inesperado de um adversário inferior ou igual tecnicamente, saiba suportar a pressão e conseguir virar o jogo. Atualmente esse tem sido a tônica do futebol no mundo.

E sabedor isso, Dorival fez, principalmente nesse jogos amistosos, um time competitivo. Com laterais mais marcadores, Danilo e Wendel, sem um centroavante de ofício, com Rodrygo fazendo o papel do 9, mas sem abrir mão do toque de bola, característica principal da nossa "escola de futebol", como também não abrindo mão do equilíbrio.

Ele ainda tem coisas a melhorar, como a maior participação defensiva de Vinícius Jr, fechando o espaço do lado esquerdo, por exemplo, porém demonstra a capacidade de colocar o time no rumo certo.

Dos nomes convocados alguns me chamam a atenção: Evanilson (Porto) que fora convocado por Richarlison ainda se recuperar de contusão, e Gabriel Martinelli (Arsenal) que teve uma temporada de altos e baixos na Premiere League. A volta de Alisson (Liverpool) e o nome de Douglas Luiz (um dos melhores jogadores do Campeonato Inglês) eram esperados.

Porém a não convocação de jogadores como Rodrigo Muniz (Fulham) um dos melhores da temporada e do zagueiro Fabrício Bruno (Flamengo) que foi muito bem nos jogos contra Inglaterra e Espanha, me chamaram a atenção. Logicamente, pelo Brasileirão não parar durante o torneio, Dorival deve ter pensado em desfalcar o mínimo possível os participantes do campeonato, porém o vasto número de jogadores sul-americanos que jogam por aqui, os principais times terão desfalques de uma forma ou de outra, o que me faz pensar que ele, como treinador da seleção, não devia se preocupar com nisso. Sendo assim jogadores como Pedro (Flamengo), Rafael Veiga (Palmeiras), por exemplo, poderiam estar nessa lista dando mais opções e características ao grupo.

Contudo, os convocados se apresentam no final do mês de maio para os jogos contra México (08 de junho) e EUA (12 de junho), visando a preparação para estreia na Copa América no dia 24 de junho contra a Costa Rica.

Lista de Convocados:

Goleiros: Alisson (Liverpool), Éderson (Manchester City), Bento (Athlético PR)
Laterais: Danilo (Juventus), Yan Couto (Girona), Wendel (Porto) e Guilherme Arana (Atlético MG)

Zagueiros: Marquinhos (PSG), Éder Militão (Real Madrid), Beraldo (PSG) e Gabriel Magalhães (Arsenal)

Volantes: Bruno Guimarães (Newcastle), Douglas Luiz (Aston Villa), João Gomes (Wolverhampton) Andréas Pereira (Fulham)

Meias: Lucas Paquetá (West Ham)

Atacantes: Savinho (Girona), Raphinha (Barcelona), Martinelli (Arsenal), Rodrygo (Real Madrid), Vinícius Jr (Real Madrid), Endrick (Palmeiras) e Evanilson (Porto)

Comunicar erro
Comentários